Friday, 26 December 2008

Um Natal em Familia / A Family Christmas

Depois de algum tempo morando longe de casa o nosso coraçãozinho vai aos poucos se acostumando com a saudade, que a bem da verdade nunca vai embora, a gente soh aprende a conviver com ela. Mas quando chegam datas especiais como o Natal, essa saudade fica mais forte e ai vem aquele embrulhinho no estômago. A gente lembra das tradicoes de família, das comidinhas das avós e daqueles que quase soh vemos nessas ocasiões.

Mas eh quando descobrimos também que nossos amigos também são uma família, que o conceito de família eh maior do que a definição mais comum da palavra e que na verdade as vezes não tem nada a ver com sangue.

Este ano tive a oportunidade de passar o Natal com pessoas queridas. Pessoas que teem sido uma parte importante da minha vida em terras estrangeiras e feito essa experiência sempre rica, alegre e fantástica, e a distancia de casa um pouco menor.

Na noite de Natal a Jo e o Lucas, sempre os melhores anfitriões, nos receberam no flat deles com uma super vista da cidade para uma ceia internacional, mas com muito toque brasileiro.


Cada um foi responsável por trazer um prato de comida. A Jo e o Lucas ficaram responsáveis pela salada. A Isabela e o Mauricio, fizeram o que os italianos sabem fazer melhor, uma lasagna que foi elogiadissima (infelizmente não pude experimentar pois não era vegetariana, mas a cara estava ohtima!)

A Deh fez uma carne assada com batatas que tentou ateh o meu olfato e que o Lucas fazendo juz a genética gaúcha comeu pratiamtente inteira sozinho.


A Sil trouxe um bacalhau ao creme de leite e com cream cracker amassada no topo que estava divino e eu fiz o tradicional macarrao recheado da familia Calazans - receita da minha bisavo!.



Depois de nos estufarmos com comida para um batalhão fizemos o amigo secreto ladrão, que foi divertidissimo. Todos os presentes são colocados na mesa de centro e a pessoa quando sorteada ou escolhe um presente no centro da mesa ou rouba de alguém que ja tinha pego. O nosso toque especial porem foi que ao invés de cada um pegar um numero, cada um sorteou um nome, o nome do seu amigo secreto, e para revelar esse nome tinha que falar algo sobre essa pessoa. Um jeito super legal de nos conhecermos mais e de fazer a brincadeira ficar mais legal ainda.



No final arrematamos com mais vinho e uma sobremesa maravilhosa, com brigadeiro, frutas, uma sobremesa de natal tradicional do sul da italia simplesmente divina e mince pies, pequenas tortinhas recheadas com frutas secas tradicionais aqui da Inglaterra.


_________________________________

After being away for a while we start to get used to missing home – a feeling that never goes away but that we learn to leave with. However, when special occasions come up we start to miss home more and then we feel that knot in the stomach. We think about all the little family traditions, the good food our grandmas make and all those people we just get to see on these occasions.


But it’s in times like this that we realize that our friends have also become our family in a way. That the meaning of the word family is bigger than what we are used to and that sometimes is not even related to blood.

This year I had the opportunity of spending Christmas with dear friends. Friends who have been important in this life lived in foreign lands and that have made this experience always rich, joyful and fantastic, and the distance from home a bit smaller.

On Christmas eve, Jo and Lucas, the best hosts ever, welcomed us in their flat with a view for an international Christmas dinner, but with a great Brazilian touch.

Each one of us was responsible for bringing a food dish. Jo and Lucas were responsible for the salad. Isabel and Mauricio did what the Italians do best, an amazing lasagne, that unfortunately I couldn’t try because it had meat, but looked really divine).

Dehbora brought roasted meat with potatoes that tempted my nose and that Lucas (as a good gaucho) ate almost entirely alone. Sil cooked a wonderful cod with cream and cream cracker crushed on top and I did the traditional filled pasta, a receipt from y great grandma!

After getting stuffed with so much food we started the secret thief Santa. All presents are placed on a center table. Each one at their given time (which is decided by luck) can either pick up a present from the table or steal it from someone else who’s already got his/hers. Our special twist to the rules though was that instead of defining the order for each one to choose their present by putting only number in a bag, we put names. Each person picked a name from the bag and had to say something about the person they had picked while everyone else tried to guess. It was a great way to get to know a bit more of everybody their and to make the game more fun.

In the end, a bit more wine and wonderful puddings… brigadeiro (my favourite Brazilian chocolate fudge) fruits, mince pies and a traditional Christmas pudding from Naples that was simply from heaven!

3 comments:

nnn said...
This comment has been removed by a blog administrator.
Maria Antonia said...

Querida Ju,adorei seu texto.É bom descubrirmos que família não é só a que nos trouxe ao mundo;descubrirmos nossa família espiritual e de afinidades é um presente,que nem todos tem a oportunidade e a capacidade de perceber.
Apesar da saudade e da vontade de deixar tudo e ir te ver,estou feliz e orgulhosa com sua caminhada,seu crescimento e amadurecimento.As nossas lutas não são faceis,enfrentar o mundo e tornar-se uma pessoa ímtegra,forte,enfrentando suas dificuldades,seus medos,diferenças e aprendendo com elas e tornando-se cidadã do mundo é um dos presentes mais belos e preciosos que podemos nos dar.
Que Deus te conserve sempre essa pessoa linda que és,batalhadora e que te dê todos os presentes e bençãos que voce merece e deseje.
Te amo muito,abços e bjos carinhosos Mams.

Anonymous said...

Oi Ju, Amei o texto. Que saudades que deu de você aqui em Sampa nesta época... realmente não foi igual aos outros anos, aliás, foi bem diferente mesmo...
Queria fotos suas também né? demorou para mandar!

beijos com saudades, te amo Fe